terça-feira, 12 de abril de 2011

MAUS TRATOS E ATÉ ABUSOS SEXUAIS EM PRESÍDIO FEMININO

A Pastoral Carcerária Nacional (CNBB) recebeu denúncia de maus tratos de policiais contra detentas em presídios. “As agressões físicas e sexuais ocorreram, principalmente, dentro da Penitenciária Feminina de Santana, em São Paulo, e foram encaminhadas ao Grupo Especial de Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público paulista” (conf. site abaixo). Um dos relatos feitos em janeiro de 2011, afirma que uma presa foi agredida por policiais com golpes nas pernas, nos ouvidos e no abdome. Até gás de pimenta foi usado para torturar uma detenta, sem contar outros tipos de torturas, incluindo abusos sexuais. Não é só em São Paulo que isso acontece. A Pastoral Carcerária de Serrinha (Bahia) constatou casos de tortura e maus tratos contra presos no Conjunto Penal da cidade - conforme relatório do dia 20 de março. O Conjunto é administrado por uma entidade privada, mas a direção da unidade, no entanto, é comandada por servidores do governo do estado. >(Conf.: http://oglobo.globo.com/pais/mat/2011/04/10/mulheres-presas-sofrem-outras-agressoes-como-abuso-sexual-924201489.asp)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário