domingo, 31 de agosto de 2014

Fábio Vaz de Lima tem custado algumas saias-justas a sua mulher

BRASÍLIA — A independência política e de militante verde do biólogo Fábio Vaz de Lima tem custado algumas saias-justas a sua mulher, a ex-senadora e fundadora da Rede Solidariedade, Marina Silva. Egresso da chamada “turma de Chico Mendes”, junto com Marina e os irmãos Tião e Jorge Viana (PT-AC), ele segue, sem constrangimentos, instalado no governo petista do Acre.

Não o abalou do cargo o tom do evento de formalização da coligação PSB/Rede, quando Marina e o pré-candidato à Presidência e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, adotaram o discurso do contraponto “à velha política das oligarquias” e ao “chavismo do PT”.

Cobrado por setores do partido da presidente Dilma Rousseff, inclusive do PT acriano, Fábio manteve a ligação umbilical com os Viana no Acre, e o cargo de secretário Adjunto da Secretaria de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis do governo Tião Viana.

Fábio tenta se manter distante dos movimentos políticos da esposa, até para manter a independência que tanto preza. É também avesso a falar com a imprensa. Procurado pelo GLOBO, não respondeu aos pedidos de entrevistas. Marina também não quis falar.

Paulista de Santos, ele foi para o Acre como técnico agropecuário em busca de ajuda de um tio que morava no estado. Na faculdade, onde Marina cursava História, começaram a militar no movimento estudantil, com os irmãos Viana. Para a política partidária foi um pulo: primeiro PT, depois PV e, agora, Rede. Porém, sempre integrado aos governos petistas de Jorge Viana, Binho Marques e Tião Viana. No Congresso, foi assessor do ex-senador e agora deputado acriano Sibá Machado.

Companheiro de Marina na criação da Rede e hoje filiado ao PSB, o deputado Alfredo Sirkis (RJ) diz que a ex-ministra e Fábio integram um tipo de “família”, com os egressos da turma de Chico Mendes, um grupo que transcende a questão partidária. Fábio fica mais à margem das decisões partidárias, e assim ganha certa independência para continuar nos governos.

— O Fábio hesita em ter muita influência desde o PV. Nunca o vi envolvido nas questões partidárias da Rede também. Isso lhe deixa com mais liberdade para trabalhar. Ele e Marina encontraram uma fórmula de contornar essa situação — diz Sirkis.

Como secretário-adjunto de Desenvolvimento Florestal e engajado com ONGs internacionais de meio ambiente, Fábio comandou a implantação da agência que cuida da venda de créditos de carbono no Acre. Enquanto ele mantém sua vida profissional no Acre, Marina e os filhos têm residência fixa em Brasília.

PUBLICIDADE

Em 2012, o marido da ex-senadora foi personagem de outra saia-justa na tensa votação do Código Florestal na Câmara. Pressionado pelos verdes e por Marina, o então relator da proposta na Câmara, o hoje ministro do Esporte, Aldo Rebelo, fez uma inconfidência para mostrar que discurso e prática nem sempre caminham juntos para Marina.

Aldo revelou na ocasião que, quando era ministro de Relações Institucionais, no governo Lula, foi procurado pela ainda petista ministra do Meio Ambiente. Ela teria lhe pedido ajuda para evitar que Fábio fosse convocado a dar explicações no Congresso sobre seu suposto envolvimento na doação irregular de seis mil toras de mogno à ONG Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase).

Segundo o Tribunal de Contas da União, a carga milionária de madeira clandestina apreendida pelo Ibama teria sido repassada pela ONG à madeireira Cikel. A empresa teria pago R$ 3,5 milhões à Fase e faturado cerca de R$ 8 milhões. Fábio foi ligado ao caso por ser, a época, um dos coordenadores do Grupo de Trabalho Amazônico e integrante da ONG Fase. Teria influenciado o Ibama a doar e apurar o preço real da madeira clandestina de forma irregular. A carga valeria 36 milhões, e não R$ 8 milhões. Mas não precisou ir ao Congresso: os governistas rejeitaram o pedido de convocação


Aécio sofre ameaça de morte

As constantes ameaças de morte e de guerra que vem sofrendo o Presidenciável Aécio Neves tornou-se preocupante no senário político nacional. O anúncio da futura nomeação de Joaquim Barbosa para o Ministério de Justiça no Governo Aécio Neves, e a escolha de uma equipe de alta linhagem para o Comando da Nação faz com que Aécio Neves e sua equipe usem colete a prova de bala, estratégias de uso de transporte e um aumento de segurança particular. Isso justifica o cerco e distanciamento de Aécio na inauguração de seu Comitê em São Paulo bem como o não comparecimento de José Serra naquele evento onde contou com mais de vinte mil pessoas, sendo necessário, inclusive, transferir o evento para um Estádio.

O candidato, por questões de segurança, tem sido obrigado a se recolher do seio das multidões tendo em vista os fatos e a pressão que vem sofrendo, e com a humildade de sempre, pede desculpas aos eleitores que dele gostariam de se aproximar e até fotografar..

Como um bom mineiro, Aécio Neves se cercou de investigadores preventivos e de seguranças particulares para salvaguardar a única esperança da oposição no Brasil.

Na condição de Um Grande Estadista, vem lutando contra as mentiras irrogadas pelo governo em pesquisas compradas, aceitando com naturalidade aquele desespero, bem como quanto as ameaças e fatos de morte ocorridos recentemente com avião. O imenso desespero do governo federal é explicado pelas pesquisas compradas e descaradamente o coloca em queda sem fato justificável. A coligação Muda Brasil prometeu fazer a sua própria pesquisa e dizer a verdade para a população brasileira para mostrar a grande personalidade do Presidenciável Aécio Neves e de toda a equipe da Coligação Muda Brasil. O Brasil Tem Jeito Com Gente de Respeito.

sábado, 30 de agosto de 2014

Marina defende casamento gay e adoção de crianças por casais homoafetivos

Foto: Max Haack/Ag. Haack/Bahia Notícias
Sabidamente evangélica, a candidata à Presidência da República Marina Silva (PSB/Rede) defende o casamento gay em suas propostas de governo. No programa de 242 páginas, divulgado nesta sexta-feira (29), ela afirma que quer “superar o fundamentalismo incrustrado no Legislativo e nos diversos aparelhos estatais, que condenam o processo de reconhecimento dos direitos LGBT e interfere nele.

Marina promete ainda que apoiará “propostas em defesa do casamento civil igualitário” e que vai acelerar a votação no Congresso do projeto de lei 122/06, que iguala a discriminação por orientação sexual e identidade de gênero ao preconceito por cor,etnia, nacionalidade e religião.

A ex-ministra quer agilizar também a votação da Lei de Identidade de Gênero Brasileira, que permite o reconhecimento legal de transexuais e apressar a adoção de crianças por casais homoafetivos. Marina também propõe a inclusão, no Plano Nacional da Educação, o combate ao bullying, ao preconceito e à homofobia. Com informações da Folha de S. Paulo.

Pra arrazar a véia magrelinha>>Um dossiê alopradíssimo!

Caio Portella 
Os “lulistas” do Partido dos Trabalhadores já não falam mais em substituir a candidata Dilma Rousseff pelo ex-presidente Lula. E isto por ordem dele, Lula.

É que pesquisa interna, à qual tiveram acesso apenas quatro petistas ilustres, indica que a ascensão de Marina Silva é de tal maneira avassaladora que nem mesmo Lula conseguiria evitar sua vitória. Análises internas citam até a hipótese de Marina vencer no 1º turno.
A advertência dos analistas do PT é: Marina pode passar à frente e, com o “voto útil” de eleitores de Aécio, vencer no 1º turno. A ordem de Lula é proclamar confiança em Dilma, dizer que Marina é só “uma onda” e preparar a artilharia.
Estão vasculhando a vida dela.
* * *
Se os marqueteiros acanalhados do PT estão vasculhando a vida pregressa de Marina, e precisam de munição pesada pra bombardeá-la, eu quero informar que tenho muita coisa aqui pra ajudá-los.
São inúmeros os fatos desabonadores, coisa terríveis, de baixíssimo nível, que podem sujar irreversivelmente a imagem de Marina.
É possível montar um dossiê-aloprado pra caluniador nenhum botar defeito.
O primeiro fato desabonador seria citar a vagabundagem-ecológica do começo do carreirismo de Marina, quando ela empatava o progresso e lutava contra o desenvolvimento da agroindústria, o setor da economia que, hoje em dia, é quem sustenta os únicos números positivos do gunverno do PT neste campo. Não fosse o agronegócio, que Marina e seu bando de desocupados queria destruir, o PIB estaria mais baixo ainda.
Vejam esta foto de Marina, feita em 1986, liderando a vagabundagem, a bagunça e a zona no interior do Acre:

Pra acabar de fuder a reputação de Marina, é importantíssimo destacar que ela foi Ministra do Meio Ambiente de janeiro de 2003 a maio de 2008. Quando era prisidente da República Federativa de Banânia um" cabôco" apelidado de Lula e codinominado Barba.

Qual a credibilidade, qual a moral, qual a vergonha-na-cara, qual a ética, que pode ter uma pessoa pública que aceita ser ministra de Lula, comandando um "gunverno" do PT???!!! Hein???
Pronto: bastaria isto pra lascar a candidatura dela e fazê-la desabar nas pesquisas.
Pode-se complementar o dossiê, e lascar Marina mais ainda, informando que ela foi fundadora da CUT no Acre em 1984 e, no ano seguinte, filiou-se ao PT, pelo qual foi eleita vereadora, deputada estadual e senadora.
Repito: filiou-se ao PT!!! Do jeito que está a reputação do partido atualmente, com seus candidatos escondendo a sigla no horário eleitoral, esta informação seria devastadora pra candidatura de Marina..

Ou seja: é uma tabacuda avacaicada sem qualquer valor na vida pública. Ter o vírus do PT no sangue é mais danoso que ter o vírus do Ebola.
Atenção, pessoal do comando da campanha de Dilma: estou às ordens de vocês. Tenho mais outros dados bombásticos pra vocês fuderem a candidatura de Marina.

Por exemplo: depois que uma boa parte da população, aquela parte que pensa e raciocina, deixou a ficha cair e tomou conhecimento do demagogo safado que é Lula, eu tenho até uma sugestão de montagem pra vocês fuderem Marina, associando sua imagem à imagem do Palanque Ambulante.
É esta que está a seguir, que pode ser colocada em cartazes pra ser distribuídos em todo o território banânico:


Fonte: https://www.facebook.com/caio.portella.9?fref=photo

TV Aparecida sedia debate presidencial promovido pela CNBB em setembro

APARECIDA, 29 Ago. 14 / 03:36 pm (ACI).
A CNBB - Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – realiza seu primeiro debate televisivo com os candidatos à Presidência da República. A TV Aparecida, responsável pela organização e geração de imagens, terá seu sinal retransmitido ao vivo pelas demais emissoras de TV, Rádio e Portal de inspiração católica no país. 

O encontro acontecerá no dia 16 de setembro e terá duas horas de duração (das 21h30 às 23h30). As regras e a participação dos candidatos foram acertadas com os representantes dos partidos políticos com representação na câmara dos deputados, conforme determina a Lei Eleitoral. 

O evento conta com a coordenação do jornalista Rodolpho Gamberini, com passagem pela Rede Globo, TV Cultura, Record e SBT. Padre Josafá Moraes, Diretor Geral da TV Aparecida, mediará os cinco blocos do Debate. 

No primeiro, haverá uma mensagem de abertura do presidente da CNBB, Dom Raymundo Damasceno Assis. Em seguida, será feita uma pergunta única aos candidatos, elaborada pela CNBB. 

No segundo bloco, os candidatos responderão perguntas dos Bispos indicados pela CNNB que poderão também abordar temas não ligados diretamente à religiosidade, como saúde, educação, habitação, reforma política, entre outros. 

No terceiro bloco, as perguntas serão feitas por jornalistas que irão representar as emissoras de TV e Rádio de inspiração católica que estarão transmitindo o evento. 

O quarto bloco, será do confronto direto entre os candidatos, onde cada um, por sorteio, poderá fazer perguntas ao outro, com réplica e tréplica. No quinto bloco os candidatos farão suas considerações finais.   ?

“Esse debate promovido pela CNBB, confirmado para o dia 16 de setembro em Aparecida, que será transmitido pelas emissoras de TVs, rádios e portais de inspiração católica é uma forma de fortalecer a democracia e tornar mais transparente o processo eleitoral”, afirmou o cardeal Arcebispo de Aparecida Dom Raymundo Damasceno.

“O Objetivo justamente possibilitar os candidatos de expor as suas ideias, os princípios que orientam e também o seu trabalho, expor um pouco o projeto que tem sobre o Brasil, sobre o governo que fará caso seja eleito, então tudo isso vai contribuir para os eleitores conheçam melhor os candidatos. Quanto mais nós conhecemos os candidatos, quanto mais nós tomamos pé, suas propostas, quanto mais nós conhecemos um pouco do seu passado, seu trabalho, onde exerceu alguma função, o quanto melhor nós saberemos escolher, com mais discernimento, com mais elementos para esta escolha, que fará com que teremos as condições de fazer uma opção digamos mais acertada, mais correta, para o bem do país, para o bem de toda a sociedade”, afirmou ainda o Cardeal.

Para o diretor geral da TV Aparecida, padre Josafá Moraes, o evento é um marco não apenas para a capital nacional da fé, mas para todo o país.

“É a primeira vez que um debate como esse acontece fora dos grandes centros como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, enfim, e com ele, queremos representar e mostrar a todos a força dos interiores do Brasil. Para a TV Aparecida é uma imensa alegria poder sediar esse evento tão importante, em parceria com todas as mídias católicas, onde juntos, somando nossas forças, podemos alcançar mais de 90% dos lares brasileiros. Os telespectadores, ao acompanhar e conhecer melhor os candidatos, poderão votar de maneira ainda mais consciente”, conclui padre Josafá Moraes, C.Ss.R.

Rede Aparecida - A TV Aparecida está entre as 14 maiores emissoras de televisão do Brasil, segundo a ANATEL. Seu sinal está disponível para todo o país pela antena parabólica. Pelo canal aberto, pode ser sintonizada em 18 estados, 16 capitais e mais de 240 municípios, cobrindo cerca de 70 milhões de pessoas. Está disponível nas principais capitais do Brasil pelo sinal digital e nas TVs por assinatura.

Fonte: http://www.acidigital.com/noticias

Há pesquisa isenta nesse país de corruptos?

Não há nenhuma pesquisa isenta nesse país de corruptos...

Não sejam ingênuos: em um país que tem um TCU, nas mãos dos PeTralhas, que tem o STF, a Procuradoria Geral da República e a Justiça Eleitoral nas mãos dessa corja de bandidos, a única coisa pura e incorruptível, seriam os institutos de pesquisa???

Acorda povo!

Esses números são apenas a preparação da fraude eleitoral, que já ocorreu em 2010, quando Levandowisky era o homem da Justiça Eleitoral e se repetirá esse ano, com Dias Tóffoli, (o advogado do PT que foi nomeado aoSTF pelos narco petralhas) que será o homem da justiça eleitoral dessa vez.

Ou reage nas ruas, ou aceitem a fraude que dará continuidade ao comunismo/socialismo bolivariano petralha, seja com Dilma ou com Marina....


sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Polícia Federal conseguiu abrir inquérito para apurar participação de Lula no mensalão

Publicado por  
 Lula é oficialmente investigado no esquema do mensalão. 
A Polícia Federal divulgou notícia no dia 11 de abril, confirmando que abriu inquérito para investigar Lula em uma das movimentações financeiras do mensalão petista.

O presidente teria intermediado a obtenção de um repasse de 7 milhões de reais de uma fornecedora da Portugal Telecom para o PT, por meio de publicitários ligados ao partido. Os recursos teriam sido usados para quitar dívidas eleitorais dos petistas. De acordo com Marcos Valério, operador do mensalão, Lula intercedeu pessoalmente junto a Miguel Horta, presidente da companhia portuguesa, para pedir os recursos. As informações eram desconhecidas até o ano passado, quando Valério – já condenado – resolveu contar parte do que havia omitido até então.

O pedido de abertura de inquérito havia sido feito pela Procuradoria da República no Distrito Federal. As novas acusações surgiram em depoimentos de Marcos Valério, o operador do mensalão, à Procuradoria-Geral da República. Como Lula e os outros acusados pelo publicitário não têm foro privilegiado, o caso foi encaminhado à representação do Ministério Público Federal em Brasília. Ao todo, a PGR enviou seis procedimentos preliminares aos procuradores do Distrito Federal. Um deles resultou no inquérito aberto pela PF. Outro, por se tratar de caixa dois, foi enviado à Procuradoria Eleitoral. Os outros quatro ainda estão em análise e podem ser transformados em outros inquéritos.

Com a certeza de que iria para a cadeia, Marcos Valério começou a contar os segredos do mensalão em meados de setembro, como revelou ‘Veja’. Em troca de seu silêncio, Valério disse que recebeu garantias do PT de que sua punição seria amena. Já sabendo que isso não se confirmaria no Supremo – que o condenou a mais de 40 anos por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato e lavagem de dinheiro – e, afirmando temer por sua vida, ele declarou a interlocutores que Lula “comandava tudo” e era “o chefe” do esquema.

Pouco depois, o operador financeiro do mensalão enviou, por meio de seus advogados, um fax ao STF declarando que estava disposto a contar tudo o que sabe. No início de novembro, nova reportagem de VEJA mostrou que o empresário depôs à PGR na tentativa de obter um acordo de delação premiada – um instrumento pelo qual o envolvido em um crime presta informações sobre ele, em troca de benefícios.


Veja também:
  1. Ministro Barroso, indicado ao STF por Dilma, considera prêmio assumir relatoria do mensalão petista
  2. Barroso, agora relator do mensalão, quer pressa para julgar recursos de mensaleiros
  3. Barbosa deixa relatoria do Mensalão devido a ataques pessoais de advogados dos mensaleiros, quem assume é Barroso. 
  4. Em entrevista para TV portuguesa, Lula diz que mensalão não existiu e com tempo isso será provado
  5. Lula diz que outros governos não fizeram metade do que o PT fez para combater a corrupção 
  6. Depoimento de Pizzolato denuncia que Lula favoreceu criminosos italianos
Fonte: Veja